Contos

Titulo:  e na Boate ...

Data da Publicação : 19 / 12 / 2013

Autor : Baixinha Sapeca

Véspera de feriado gostoso no Club Mix na Festa Liberal Quarta Opcional que rola de 14 até as 23hs, aos poucos foram chegando a galera conheci alguns solteiros cada gatinho que dava aguá na boca, comecei a beber papeando com a galera mais tarde a banda camussaço começa com um gostoso pagode e samba, eu já no brilho dancei, me diverti muito, quando me deu uma louca vontade de tirar minha roupa e que não perdi muito tempo, um calor subindo por dentro de mim, tirei meu vestido, já estava sem calcinha e dancei gostoso nua no meio do salão, que delícia é quando nos sentido libertas de fazer o que desejamos sem que as pessoas recriminem, enfim foi uma tarde muito gostosa não fiz sexo na boate, nem sempre rola estava mesmo afim de me diverti, mais levei meu preto pra casa e fizemos um sexo pra lá de gostoso, me chupou muito gostoso e lógico que chupei aquela piroca dele linda e cheirosa, falou que queria me comer ali no sofá eu falei é pra já onde gozei horrores, ele com muito tesão não demorou muito e gozou tb, fomos para o quarto onde ele falou que me queria me comer novamente o pau do meu preto estava duro igual um tronco, fiquei de 4 pra ele arrebitei bem meu bumbum onde ele enfiou sem pena, cada catucada que eu ia ao delírio que deliciaaaa, vou parar por aqui porq tá me dando um tesão do caralho só de imaginar a delícia que foi.


 

Contos

Titulo : Bi masculino no darkroom

Data da Publicação : 24 / 12 / 2013
Autor : Katia Flavia

Todos sabem que eu, Katia Flavia, curto homem bi . Adoro uma inversão também.

Tenho tesão por bunda de homem. Hum, delicia!!!!

Um dia , estava numa dessas festas de solteiros no MIX, no “darkroom”, quem conhece sabe o quanto é escuro aquele local,  com um gato aqui do site, que eu havia conhecido na boate, o qual denominarei de Nando. Ele me comia gostoso, ate que senti um outro homem se aproximando, com o pau para fora, um outro gostoso que eu já tinha visto la por baixo, que denominarei de Guto.

Bem, comecei a chupar o Guto, enquanto o Nando me penetrava gostoso. .

Ao mudar de posição, o Nando, quis me beijar, daí percebi que ele não tinha nenhum pudor, por eu ter chupado um pau.

Hummmmmmmmmm!!!!!!!!Logo imaginei a situação. Beijei o Nando, puxando o Guto para perto, fazendo com que ele colocasse o pênis perto de nossas bocas.

Num determinado momento, larguei a boca do Nando e abocanhei o pau do Guto que estava de pé, puxando junto, a cabeça do Nando.

Logo, eu e Nando, estavamos chupando aquela maravilhosa pica.

Nando, apesar de muito prazer, afastou sua boca, pois percebemos que chegava gente no quarto.

Então, sugeri que fossemos para o outro quarto, o menor, pois la seria mais fácil para colocar a minha fantasia em pratica.

Como uma amiga estava por perto e também tinha curiosidade de presenciar uma transa bi masculina, pedi que ela se postasse na porta do quarto, e não deixasse ninguém entrar. E assim foi feito.

Muito escuro, começamos a nos beijar, línguas macias e gostosas deslizando de prazer.

Eu me senti dona da situação, pois eles acompanhavam meus movimentos, e logo, os dois estavam fazendo um delicioso 69.

Que delicia, eu estava delirando de prazer, ao ver aquela cena, dois machos, lindos, se chupando mutuamente.

Minha amiga na porta, também não se agüentava de prazer e o tempo todo falando que aquilo era o máximo, embora não estivesse vendo muito bem, devido a escuridão do local.  

Eles gemiam baixinho, sussurrando e eu beijava um, chupava o outro, ajudando naquela deliciosa posição.

Num determinado momento, o Guto, levantou-se e num rápido movimento, sentou na pica dura e babada do Nando, num delicioso cavalgar.

Se escutava as estocadas da piroca do Nando no cuzinho do Guto. Nossa ! Que delicia!

Comecei a me tocar, e ficamos nos três gemendo de prazer, escutava o Guto susurrando para o Nando: “me come, come meu cu, me arrebenta de prazer”

O tesão era tanto, que esquecemos que estavamos no darkroom do Mix.

Assim, Nando colocou o Guto de “4”, e meteu-lhe mais uma vez a pica. Fazendo Guto delirar de prazer, rebolando naquela piroca dura do Nando, enqunato eu o chupava.

Quem passava pelo corredor, imagina que eu estava sendo “ comida” pelos dois, pois eu também urrava de tesão.

Com todos aqueles sussurros e gemidos de tesão, gozamos os três juntos. Digo os três, porque tenho minha duvida se minha amiga não gozou em pé na porta.


 

 * Os nomes são fictícios, mas os envolvidos ao lerem esse conto, com certeza vão lembrar de suas participações.